Fale com a gente!

Se você chegou até aqui já deve ter entendido do que se trata o nosso negócio. Mas caso ainda esteja um pouco perdido, a gente explica. Nossa missão é simples: colocar em órbita um satélite de conteúdo que permita aos nossos leitores o acesso não apenas à notícia, mas ao que está por trás da notícia.

Pra gente, mais importante do que informar é explicar a informação. Por isso, nosso foco é conteúdo. Conteúdo de primeira. E pra chegar nesse resultado é preciso ir um pouco além das ferramentas disponibilizadas pelo jornalismo – é preciso namorar também com aquilo que a economia, a filosofia, a política e a biologia têm a dizer.

2-05172012-10000321A

Mas isso não diz tudo. Se há uma outra informação que você deve saber a nosso respeito é que somos desavergonhadamente apaixonados pela construção de uma sociedade livre. E como disse certa vez o Tom Stoppard, se alguém tem o objetivo de mudar o mundo, o jornalismo é a arma mais imediata a curto prazo. Nosso satélite de conteúdo é uma grande bazuca de palavras em direção a esse cenário – ao fortalecimento das instituições que geram prosperidade, ao respeito às liberdades individuais e a sociedade de mercado, à livre expressão. E livre expressão aqui não é fetiche de editor pra perfumar princípios editoriais. Poder falar o que bem entender é uma conquista recente, e muita cara, na história da humanidade. E não é um direito apenas nosso. É seu também – seja você de esquerda ou de direita, do nordeste ou do sul, fã da Marvel ou da DC, Bangu ou Olaria. Use e abuse desse direito. Proteste, reclame, sugira, questione, informe, concorde, discorde. Achou o espaço pequeno? Sem problema. Mande um e-mail. Use os kilobytes que for. Conte a sua história. Ela pode parar por aqui também.

E você? Vai esperar quanto tempo ainda pra ver a sua marca nesse espaço?

Quer anunciar sua empresa por aqui? Você está no lugar certo. E se há um bom motivo pra isso é a obsessão em comum por um público genuinamente exigente. Nosso leitor não está interessado apenas em saber as condições de trânsito. Ele quer saber porque o transporte coletivo é tão precário no país e por que tudo se move tão devagar nas ruas e avenidas. Ele não está atrás apenas da cotação do dólar. Ele quer entender porque o dólar subiu ou desceu nas últimas semanas e por que a economia ascendeu ou entrou em crise. Se você busca pela atenção desse cara e quer anunciar ou conversar sobre algum projeto especial por aqui, mande um email pra gente através do [email protected]. Nós queremos saber qual é a sua história. E isso não é o bastante: nós queremos contá-la para as outras pessoas.

Por fim, se você quer levar a nossa caravana ou algum colaborador nosso até a sua empresa, faculdade, organização comercial ou instituto para discutir assuntos que abordamos constantemente na nossa nave, é só mandar um e-mail pra gente. Há mil maneiras de transformar seu país, seu estado, sua cidade, seu bairro – todas elas começam pelo diálogo. Conte com a gente nessa empreitada.

Você pode começar isso tudo através dessa caixa aqui embaixo.