Os 9 argumentos mais usados contra o casamento gay – e por que eles estão terrivelmente errados!

Publicidade

No dia 5 de maio de 2011, o Supremo Tribunal Federal reconheceu o casamento entre pessoas do mesmo sexo no Brasil – e a primeira união não tardou muito, foi realizada no município de Jacareí, no interior do estado de São Paulo, em junho daquele mesmo ano. Desde então, milhares de pessoas já declararam seus votos nos cartórios espalhados pelo país (em 2013, foram mais de 3700 casamentos, segundo o IBGE). Mas apesar disso, o assunto ainda é tabu – seja para discutir avanços, como a adoção de crianças por casais homossexuais; seja para discutir a natureza da homossexualidade. Em tempos de eleição, a discussão se acentua. Fora dela, o debate permanece politizado e bestializado por esteriótipos sem qualquer relação com a realidade.

Como essa é uma discussão cultural – portanto, acima do decreto de qualquer lei – reunimos 9 dos argumentos que continuam sendo utilizados por quem se opõe ao casamento gay, e por que eles estão terrivelmente errados. Segue a lista.

“A homossexualidade não é natural.”

trollm

Quantas vezes você já ouviu esse argumento por aí? A de que o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo não é “natural” e viola a “ordem natural”. “É Adão e Eva, e não Adão e Ivo”, eles dizem. Na natureza, a reprodução é uma função da relação sexual – mas está longe de ser a única. O comportamento homossexual tem sido observado em cerca de 1000 espécies e está bem documentado em pelo menos 500 delas – dentre os quais carneiros, leões africanos, bonobos, pinguins, girafas, libélulas… As pessoas vêm tentando há pelo menos 150 anos encontrar técnicas para alterar a orientação sexual, sem sucesso. E adivinhe a razão do fracasso? Não há nada fora do normal com quem é gay.

“O casamento sempre foi um vínculo entre um homem e uma mulher.”

poligamia

Esse argumento ignora os casais homossexuais legalmente casados ​​no Canadá, Espanha, Portugal, Uruguai, Reino Unido, França, Nova Zelândia, Argentina, Dinamarca, Suécia, Noruega, Islândia, Bélgica, Holanda e África do Sul. Também esquece, convenientemente, os mais de 50 países onde a poligamia ainda é perfeitamente legal – e os outros 20, onde a poligamia não está nas leis, mas é culturalmente aceita. Além disso, omite a história dos casais homossexuais que legalmente viviam juntos na antiguidade. Portanto, quem lhe disse que o casamento sempre foi um vínculo apenas entre um homem e uma mulher certamente estava mentindo.

“Os gays não podem ter filhos e por isso não devem ser autorizados a se casar.”

captura-de-tela-2014-09-29-c3a0s-15-27-03

Idosos podem se casar? Inférteis podem se casar? Se o casamento depende da procriação, seriam esses casamentos não-naturais? Há muitos casais heterossexuais casados ​​que não podem ter filhos biologicamente ou que preferem seguir por esse caminho. A capacidade de reprodução não é, e nunca foi, uma exigência legal para o casamento – assim como ninguém assina um termo de comprometimento em gerar um filho assim que decide se casar. Papo furado.

Publicidade

“Isso prejudica as crianças. Como vou explicar pro meu filho que dois homens estão se casando?”

poor-ricky

Eu não sei, o filho é seu. Por que isso seria problema de outra pessoa? Duas pessoas adultas se amam e querem se casar mas não podem por que você não quer conversar com o seu filho por cinco minutos? Por que alguém deveria se importar com isso? Além disso, não há nenhuma evidência de que as crianças tenham consequências psicológicas negativas por terem dois pais ou duas mães – quem dirá por terem um casal gay como referência fora da família. O divórcio é uma experiência estressante, especialmente para as crianças impactadas negativamente pela separação de seus pais. Devemos proibi-lo?

“O casamento gay abre um precedente perigoso para o casamento com animais e crianças.”

imagem-zoofilia-homofobia

Ah, sério? Então quer dizer que duas pessoas adultas que se amam de forma consensual e que desejam casar-se por livre e espontânea vontade podem ser comparadas a uma relação com animais e crianças, onde isso não existe? Duro imaginar que esse tipo de argumento também já foi muito utilizado para proibir outro tipo de casamento: o inter-racial. Há duas dezenas de países no mundo onde o casamento homossexual é perfeitamente legal – sabe em quantos esse “precedente perigoso” deu as caras? Pois é, em nenhum.

“É um pecado contra a minha religião.”

HOMOFOBIA-RIBEIRAO-PRETO

Todo o conceito de “pecado” é subjetivo e baseado puramente nas crenças religiosas; cada religião tem seu próprio conjunto de “pecados” e não existe um verdadeiro consenso. Num país laico, proibir o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo por conta de uma religião é tão estúpido quanto proibir as pessoas de comerem carne de porco. De acordo com o cristianismo, todas as relações sexuais antes do casamento são pecaminosas. Devemos proibir isso também?

“Não tenho nada contra gays, mas contra a ditadura gay.”

996980_1433126863581833_1755713044_n

Há uma ditadura gay, com tanques rosa-choque que obrigam homens heterossexuais a praticarem sexo com guardas em praça pública? Então, pare de usar esse termo, por favor.

“O casamento é uma instituição sagrada.”

Charge-Racismo

O casamento é um contrato entre duas pessoas com o objetivo de constituir uma família. O direito fundamental à liberdade religiosa garante o direito de não ter sua vida regida e não ser prejudicado pela religião alheia – além disso, o que sempre se revindica é a legalização do casamento civil, e não do religioso. Na maioria dos países ocidentais as regras do casamento civil e religioso são absolutamente diferentes – e cada religião define as regras de suas uniões. As leis que regem o casamento civil já foram alteradas inúmeras vezes ao longo da história – houve um tempo em que o divórcio era proibido, em que o casamento entre brancos e negros era visto como não-natural, em que as mulheres eram propriedade legal de seus maridos… Felizmente as instituições evoluem.

“Precisamos proteger o casamento heterossexual.”

A palavra “proteger” implica que os gays são uma ameaça para a instituição do casamento – mas ameaça contra quem? Alguém será proibido de manter seu casamento heterossexual porque gays podem se casar? Se você realmente precisa de uma lei que proíba gays de se casarem porque isso significa alguma forma de ameaça a você, acho que tá na hora de rever os seus conceitos. Talvez um consultório psiquiátrico seja um bom lugar para se estar – certamente será mais aconchegante que esse armário aí. 

Publicidade

Comments

2 Pings & Trackbacks

  1. Pingback:

  2. Pingback:

Deixe uma resposta

Loading…