fbpx
Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Oi, muito prazer.

Olá, prazer. Meu nome é Spotniks. Há uma boa chance de você ter me visto de relance por aí, perdido atrás de um link divulgado por algum amigo seu em alguma rede social, e não tenha se interessado muito em saber quem eu era. Mas veja bem, você está aqui agora, não é mesmo? Pode ser também que você já tenha lido, assistido a um vídeo ou até compartilhado algumas coisas que eu tenha publicado, mas não ligou o nome à pessoa. Acontece. Chegou a hora de explicar quem eu sou e por que estou por aqui – afinal, é isso que você esperava encontrar quando clicou no link que abriu esse texto.

Vamos lá. Eu tenho uma missão: colocar em órbita um satélite de conteúdo que permita a milhões de pessoas o acesso não apenas à notícia, como você está acostumado a ver nas demais publicações, mas ao que está por trás da notícia.

Esse é um desafio e tanto. Pra gente, mais importante do que noticiar um assunto que é de interesse público, é explicar como esse assunto se forma. E pra chegar nesse resultado é preciso ir um pouco além das manchetes – mas também namorar com aquilo que a economia, a história, a filosofia, o direito, a sociologia, a ciência política e a biologia têm a dizer.

Para construir essa história, o Spotniks declara compromisso irrestrito com alguns princípios. São eles:

1. Confirmar a veracidade de toda informação antes de publicá-la, expondo sua origem sempre que possível para que o público também tenha a oportunidade de acessá-la.

2. Manter atitude apartidária, sem vínculos – diretos ou indiretos – com organizações políticas ou governos estabelecidos.

3. Rejeitar, em caráter irrevogável e inegociável, qualquer publicidade de natureza estatal (bancos públicos, empresas estatais, prefeituras, ações do governo federal, etc) ou ligadas a organizações políticas de qualquer natureza.

4. Rejeitar, em caráter irrevogável e inegociável, qualquer publicidade de empresas privadas inegavelmente envolvidas em escândalos de corrupção.

5. Praticar um jornalismo criterioso na apuração das informações, recorrendo a fontes seguras e confiáveis.

6. Manter independência e autonomia em relação aos interesses de anunciantes.

7. Priorizar a abordagem de temas que sejam de interesse público e fomentem o debate de ideias, apresentando diferentes perspectivas sobre um mesmo assunto.

8. Permitir espaço para o contraditório, o que implica dizer que todos os envolvidos diretamente numa publicação têm direito à sua versão sobre os fatos sempre que isso for solicitado.

9. Identificar e corrigir erros de informação cometidos.

10. Produzir informação com clareza e objetividade.

O Spotniks entende, no entanto, que não existe irrestrita imparcialidade em matéria de análise política e econômica. Todos nós somos influenciados por valores que nos ajudam a enxergar o mundo desde a infância, dos livros que nos educaram aos professores que nos ensinaram. Como não existe uniformidade nesses princípios, cada jornalista abarca uma visão particular do mundo, que influencia diretamente a forma como ele exerce a sua profissão – da urgência que dá a uma determinada pauta ao material que seleciona para construir a sua versão sobre o mundo.

Se você chegou aqui há pouco tempo e não tem exatamente muito ideia de quais são os pressupostos que guiam cada conteúdo publicado por nossa equipe, nós preparamos um pequeno resumo do que baliza nosso trabalho.

O Spotniks entende:

1. Que não há caminho de desenvolvimento sem o fortalecimento de instituições que abracem o Estado de direito, a democracia, a economia de mercado, o laicismo, a tolerância entre os povos, a liberdade de imprensa, de associação, de expressão, política e religiosa.

2. Que ditaduras ou governos inegavelmente populistas e autoritários, de diferentes origens ideológicas, promotores da perseguição a minorias e ao desrespeito ao Estado de Direito, são danosos ao bem-estar humano – o que significa dizer que é dever da imprensa independente denunciar ditaduras de qualquer matriz ideológica, a julgar que esses regimes representam um risco à própria liberdade de imprensa.

3. Que empresas privadas inegavelmente compromissadas com o lobby, a corrupção e a manipulação da sociedade de mercado através de atalhos políticos ou crimes financeiros, fazem tão mal à economia de mercado quanto o populismo ao Estado de Direito.

4. Que os direitos individuais são inegociáveis e o limite de ação de um indivíduo se encerra legalmente quando alcança outro indivíduo – o que é o mesmo que afirmar que ninguém tem o direito de impedir suas decisões e preferências, sejam elas sexuais, recreativas ou religiosas.

5. Que a liberdade de expressão é uma conquista indispensável da civilização que garante que nenhum assunto seja tratado como tabu.

6. Que a igualdade de direitos é um preceito fundamental ao Estado de Direito. Esta publicação entende que todos devem ser tratados de forma igual perante a Lei, independente de cor, credo, gênero, classe social, orientação sexual ou posicionamento político.

7. Que a desigualdade pode ser dividida em duas categorias: uma boa e uma ruim. A boa é aquela que deriva da criatividade humana, quando duas pessoas reagem aos mesmos incentivos de maneiras diferentes. A má é aquela que surge de outras razões que não o valor que a criatividade gera, fruto de uma sociedade verticalizada através de práticas como o lobby e a corrupção, benefícios privados conquistados através de prejuízos públicos. O Spotniks entende que a maior parte da nossa desigualdade é fruto de incentivos ruins e deve ser duramente combatida.

Copyright © 2020 Spotniks. Todos os direitos reservados.